Logotipo do Dia da Música

Alê Vianna

MPB, Rock, World Music

São Paulo, SP

Aceita tocar na própria cidade

Integrantes

  • Alê Vianna - Mais de um instrumento
  • Fernando Silva - Guitarra
  • Carneiro Sândalo - Bateria
  • Hamilton Rodrigues - Baixo

Onde já tocou

Sesc Belenzinho - São Paulo
FAM - Festival de Alta Mogiana - Ribeirão Preto;
Boutique Brechó Vintage - São Paulo;
Feira de Artes da Pompéia - São Paulo;
Festival de Música Independente da PUC-SP -Teatro TUCA - São Paulo

Site do artista

Biografia

Alê Vianna é um jovem músico da metrópole, compositor de funks e grooves, levadas dançantes e fáceis de cantar. Paulistano e autodidata, é um observador da cidade e um contador das histórias que ela esconde: do migrante, do trabalhador, do jovem negro, do artista que denuncia a mídia do terror e do espetáculo e também, porque não, um cantador das paixões.

Histórias que chegam a ele de diferentes formas, algumas fazem parte de sua própria trajetória, outras se cruzam neste grande porto que é a cidade de São Paulo. Alê Vianna além de músico é técnico de som e por isso viaja por todo o Brasil, convive com a multiplicidade da música brasileira, além de ter recepcionado como operador de áudio do Sesc Belenzinho bandas de todo o mundo.

Essas influências diversas que vão do pop rock à músicas tradicionais da cultura popular brasileira como o maracatú estão presentes em seu som. Nação Zumbi, Chico Science, Novos Baianos, Caetano Veloso, Zé Geraldo, Tim Maia, Mutantes, Josué de Castro, Jorge Amado, Luiz Gonzaga, Gilberto Gil e Raul Seixas são suas principais influências na música e na literatura.

Atualmente Alê Vianna se dedica a um projeto solo e nele trás com toda a força a junção entre música e história pois nele a música quer ser narrativa e a narrativa quer cantar é o caso de canções como Caranguejo, inspirada na obra de Josué de Castro e Sinais em parceria com dramaturgo Tadeu Renato.

O disco conta ainda com as participações de músicos importantes da cena brasileira: no contrabaixo Mingau da banda Ultraje à Rigor e na bateria Mário Fabre dos Titãs. O álbum, sob direção musical de Fernando Silva, o Kabello está em processo de gravação em São Paulo pelo engenheiro de áudio Flávio Decaroli Sani no Estudio F&M .

Ver mais

Shows

Ainda não há shows confirmados ou em negociação

Ver mais

Playlist do artista

Sinais

Caranguejos

Levada

Semente de sorrisos

Guaraná

Hortelã

Cumpadi

Lamento

Morena do corpo de violão

Palavras

Horário Eleitoral

Botafogo

Ver mais
×

Baixe o aplicativo do DDM

Com o aplicativo do evento fica mais fácil de acompanhar os shows próximos a você.

Dúvidas/FAQ